Toxina Botulínica e Preenchimento Facial

            Sorrir, franzir a testa, apertar os olhos e até mastigar. Os movimentos faciais podem, eventualmente, levar aos sinais mais comuns de envelhecimento: RUGAS! Elas fazem você parecer cansado ou até irritado quando não está. Uma das soluções mais rápidas e mais seguras para remover as rugas é a injeção de toxina botulínica, popularmente conhecida pela marca comercial “Botox”.

            Na Odontologia, a toxina botulínica foi devidamente regulamentada para uso pela Resolução do Conselho Federal de Odontologia (CFO) desde setembro de 2011.

            Além da suavização de rugas e linhas de expressão, a toxina botulínica é também utilizada na odontologia em casos de controle de bruxismo. A explicação é simples: quando injetada num dos músculos da face, a tensão diminui, de maneira que não há força o suficiente para provocar o atrito entre os dentes, causando o desgaste ou a fadiga dos músculos da mastigação, uma das situações responsáveis pelas dores orofaciais. Além disso, a substância também pode ser aplicada no controle das próprias dores de cabeça secundárias ao bruxismo.

            Os benefícios da toxina se estendem, ainda, ao tratamento corretivo das assimetrias de face, da exposição gengival acentuada, do sorriso assimétrico, e das dores orofaciais ligadas à disfunção da articulação temporomandibular. Entre as suas vantagens, trata-se de uma pequena intervenção cujos resultados se verificam rapidamente e de uma solução que apresenta pouquíssimos e passageiros, efeitos colaterais, de forma que a sua utilização é bastante segura se feito com um profissional capacitado.

            Além da toxina botulínica, a odontologia trabalha com o preenchimento de sulcos e linhas mais profundas e marcadas na face (como o “bigode chinês”), e também o preenchimento de lábio.